Homenagens e Cartões

Total de visualizações de página

terça-feira, 17 de novembro de 2015

APOGEU POÉTICO MODERNO* SÔNIA GONÇALVES *








APOGEU POÉTICO MODERNO
Patrono: Carlos Drummond de Andrade
Acadêmica: Sônia Gonçalves 
Cadeira: 14


MOTE (ANTÔNIO ALEIXO)
E o mundo só pode ser 
Menos mau, menos atroz, 
Se conseguirmos fazer 
Mais p'los outros que por nós.

Observação: Aleixo nascido em 1899 morreu em 1949 aos 50 anos
e hoje há 116 anos após sua morte, seus versos estão valendo para todos os momentos que vivemos no Brasil e no Mundo.

Que Mundo Esse? (Inspirado na quadra de Aleixo)

O mote foi lavrado há mais de cem...
Sem imaginar que nem cem mudaria
Saber tudo é igual e poderia ir além
O homem foi à lua e tudo mais ruiria
Deixaria escapulir os valores do bem

O bem seria borrão numa legenda
Vaidade e competição desmedida
A emenda do mote se amor seria lenda
E a morte de torcedor organizada torcida
A revolução deu-se ao reverso entenda...

Nos campos do estar e ser o retroagir
A evolução deu-se nos calibres das armas 
Desaprendeu o conforto do prazer ao dividir
O poder apoderou-se das tétricas almas
Sem perdão, sem razão o sangue fez cair...

Porém, ao homem a liberdade é altivez...
Paraíso por inteiro ao dispor se desejasse
Sem terrorismo e máscaras d’estupidez
Reinaria paz e amor na Terra se bem plantasse...
Seria um mundo sensato habitável Cortês...

Se uma vida valesse mais que mil 
As diferenças não fossem divisórias
A mão portasse poema não um fuzil 
As preferências fossem somatórias...
O mundo seria um lugar mais gentil...

Son Dos Poemas








Nenhum comentário:

Postar um comentário