Homenagens e Cartões

Total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de maio de 2016

APOGEU POÉTICO MODERNO BY Mauricio Duarte






APOGEU POÉTICO MODERNO
Patrono: Paulo Coelho
Acadêmico: Mauricio Duarte
Cadeira: 18
Tema : Reflexão.

Máscaras

Tudo é máscara, homem!

Máscara rubra, do falso
e demagógico clamor
pelos mais necessitados.

Distorcido arremedo
de vontade poderosa,
mas sem força, sem caminho...

Máscara blue, muito azul
profundo, que busca a
verdade, inútil hoje.

Metas de justeza que
nunca chegam a contento,
naufragando, alto-mar...

Máscara amarelada,
escrúpulo diligente
que torna velhos, os jovens.

Insensatez travestida
de precaução, retirando
toda espontaneidade...

Tudo é máscara, homem!

Máscara violácea, ainda,
dos que se perdem por trás
de práticas aberrantes.

Góticos umbrais de umas
catedrais mortas a dizer
as mesmas e poucas frases...

Máscara verde, também,
de tantos que querem a
preservação, mas abusam.

Fazem escudo, balela
do discurso da Mãe Terra,
sugam dinheiro com Ongs...

Máscara branca da paz,
várias vezes enfocada,
tão pouco guardada dentro.

Pacíficos mares nunca
navegados e apenas
citados por hipócritas...

Tudo é máscara, homem!

Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário