Total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Sonho



Projeto : APOGEU POÉTICO - MODERNO
Tema : Sonho
Patrono : Ariano Suassuna
Acadêmica : Emília Guerra
Cadeira : 04


SONHO (Emília Guerra)

Vou ver o que esqueci na distraída
menção do passo do sonho procurado:
O sonho é o sonho das minhas vontades.

Na calada de mim proferi o silêncio
na constante fé do esperado sonho
extravasado no grito dos meus confrontos.

O sonho aporta vias e constantemente
segue alimentando e habitando metas
por mim e você no sonho que escolher.

O sonho insone é sonho acordado sem sono.
O sonho dormindo é pesadelo ou liberdade.
Sem os sonhos não encontramos a felicidade.

Presa de nós no personagem que somos
no âmbito imaginário o sonho nos renova
numa viagem por muitas, muitas vontades.

Aqui, ali, acolá, nos mistérios infindos
na caça dos sonhos, queremos muito
sempre, sempre, sermos felizes.

Na realidade da alegria ou alegoria
na vigência o sonho se manifesta
no limiar da fantasia ou da coisa certa.

O sonho conquista coisas e até a liberdade
a essência do ser ou a presa do ter irracional
o sonho devasto desigual do poder banal.

E, na pura emoção, me entrego ao sonho.
Sei que o tenho e o mereço. Ele é meu e me pertence.
Cada sonho tem o seu dono de forma bem diferente.

Aqui cheguei, e reconheço meus recomeços.
Vivo a serviço deste moço... Se foges de mim,
meu sonho querido, te busco de novo!
Emilia Guerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário