Total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Sonhos




Projeto : APOGEU POÉTICO - MODERNO
Tema : Sonho

Patrono: Pablo Neruda
Acadêmica:Joana Tiemann Gabe
Cadeira: 12


Sonhos

Cada vez que remexo os meus sonhos
sinto um aperto no peito e
lágrimas embaraçam o meu olhar.

Sonhos nascem da gente
Então, por que os abandonamos
antes mesmo de aprenderem a caminhar?

Sonhos singulares
Sonhos plurais
Erigi-los é ensejar a felicidade!

Vê-los crescendo numa algazarra
de quem tem o tempo a seu favor
Desperta em nós sentimentos fraternais
e colore de vez a nossa realidade.

Entender que os sonhos dessa vida são únicos
e que o tempo é medido pelos períodos de realização
talvez seja a maior lição que nos falta aprender.

Joana Tiemann

Um comentário: