Total de visualizações de página

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Diz Agora Poeta...Sônia Gonçalves



Patrono: Carlos Drummond de Andrade
Acadêmica: Sônia Gonçalves
Cadeira: 14

Diz Agora Poeta...


Conta-nos sobre...
As estrelas tocadas d’perto
A estranheza da vida que se apaga
A beleza dessa mundana que um dia acaba
Fala dessa vida bandida rasteira
Cheia de vírgulas prostituída rameira
Diz dessa fulana que de ti nos rouba
Furta os suspiros doces açucarados
Turva o contemplar do mar ali sentado...
Interrompe teu roteiro teu folhetim
Faz dobrar os coqueiros ao som dos clarins
Matuta tua festa em que a luz apagou
Ausculta teus versos infinitos cujo coração soou
Ao ritmo sonoro diz e agora José?
Despojado do tal terno de vidro
Imortalizado como um tesouro 
Teus lírios e livro d’ouro...
Diz agora sem rimas sem métricas
Conta-nos como é a vida após morte poeta...
Com quem falas quando a noite no além...
Entre outros poetas ouvem os sinos réquiem?
Inspiram tantas Marias a moverem pedras do caminho...
Tantos passarinhos a voarem pelo céu de Itabira
Liras e mais liras propagar a paixão e dançar quadrilha...
Deixa tua trilha espalhada em novos amores...
Perfuma os ares com lembranças de teu aroma
Miríades de versos em flocos de inspiração
Diz como é pertencer á essa Academia Imortal
Estar na memória eternamente dos mortais...
Deixar a porta aberta para o retorno em paz
Desvendar a senha do destino que jaz
Conta-nos como é ser de novo menino...
Quem escreveu e escreve nas estrelas destinos...
Faz troar a sina os sinos...

A menina amava o poeta
Que amava a lua crescente
Que nua amava o sol em sextilha
Que amava aquela estrela cadente
Que amava o poeta... (Drummond)
E se fundiu num repente “Quadrilha”

Son Dos Poemas

Nenhum comentário:

Postar um comentário