Total de visualizações de página

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Louvor Bronze pelo "Apogeu Poético Clássico"




PARABÉNS POETA João Urague Filho!
Receba os parabéns de todos os membros da AVL
pelo excelente desempenho em todos os apogeus se destacando sempre na modalidade moderna.Parabéns!

EVENTO: APOGEU POÉTICO - CLÁSSICO
Patrono: Fernando Pessoa
Acadêmico: João Urague Filho
Cadeira: 02
HOMENAGEM À ANTONIO ALEIXO
Meu bom Aleixo, obrigado,
Pelos versos que escreveste;
Em cada trova um achado,
Desse mundo que viveste.
Mas não mudou nada não,
Do mundo que aqui trovaste;
Modernos sempre serão,
Os versos que tu cantaste.
No palco do mundo a vida,
É história mal contada;
Desigualmente parida,
Uns tem demais, outros nada.
Uns se fartam nos banquetes,
Outros vivem de pobreza;
O céu na terra para estes,


Estoutros: nada na mesa!
Uns trabalham quanto podem,
E nada tem do que são;
Estoutros neles se escondem,
Com ares de bom patrão.

Pobre vive de esperança,
E depois de desenganos;
Quanto mais quer nunca alcança,
Vivesse quinhentos anos.
Por mais que tenha de resto,

Não sobra nada no fim;
Só prazer de burro honesto,
Na disputa do capim.
E prosperam desonestos,
Dão se bem nas eleições,

Enquanto o povo modesto,
Vai vivendo de ilusões.
Tem os que morrem de fome,
Não só fome de comida;

Fome não só do que come,
Do que não come morrida.
Fome de vida vivida,
Fome de amor e carinho;
De vida plena de vida,

Por esses ínvios caminhos.
De modo que, trovador,
Preste bastante atenção,
Nas trovas com que o senhor,
Cantava, te cantarão!

João Urague Filho

João Urague Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário