Total de visualizações de página

domingo, 24 de janeiro de 2016

EVENTO : APOGEU POÉTICO - MODERNO Tema : Esperança



EVENTO : APOGEU POÉTICO - MODERNO
Tema : Esperança
Patrono : Ariano Suassuna
Acadêmica : Emília Guerra
Cadeira : 04

MARCO DE ESPERANÇA (Emília Guerra)

No voo da Esperança
encaro os ventos
sem tirar nem por
sou asas no encanto
dos quatro cantos
do mundo inteiro.

Ou nas sete partidas
do mundo do verso
sou o universo na lei
que meu poema compete
na Esperança que nasci.

Sou propositura a revés
de cada travessia das linhas
escritas na sinuose poética
na Esperança que sempre alcança
ou na Esperança é a última que morre.

Nada é sempre igual
e a criatividade é desafio
operante no que estou perto
ou no que busco distante
para sempre Esperança ser.

Todo símbolo é dádiva
toda coisa é Sagrada
nada se perde nesta jornada
tudo se encontra nas vias da fala
da Esperança para que te quero.

Nunca fico de saco cheio
porque sempre esvazio
meus perdidos e achados
encontrados na imaginação
da Esperança buscada.

Opinião em questão no pensamento
cada elemento é meu momento
no uso da minhas indagações
contestáveis do quero achar
o meu mote Esperança chegada.

Lei para cada dizer e fazer
no meu ver aqui e alhures
no que me serve dos procures
no acervo da Esperança
do meu berço esplêndido.

E, nesta busca que não cansa
nas vias da origem que me habita
na realidade que me sorve a maturidade
de toda lembrança de criança no céu
que meu entender alcança e grita.

Vivo o apogeu da minha Esperança
nos gestos e intenções do meu alarde
na busca perene na fé da minha afinidade
na liberdade que meu coração afaga

(No meu marco de Esperança para eternidade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário