sexta-feira, 12 de agosto de 2016

APOGEU POÉTICO – TEMPO DE VIVER – MAURÍCIO DUARTE



Apogeu poético
Modalidade: Moderno
Patrono: Paulo Coelho
Acadêmico: Mauricio Duarte
Cadeira: 18

É tempo de viver

Transpassa por mim,
Em mim, esse vento.
Poderia dizer também
Comigo; é tempo de viver...
A água que jorra
Mostra o caminho
Do real, da concretude
Das coisas, tornando
O ar elemento palpável...
O fogo, o qual
é alimentado
Pelo ar, não perde
Sua companhia
Por nada nesse mundo...
A terra está
Sempre distante
Ou inacessível,
Ares de montanha,
Picos de neve...
Transpassa por mim,
Em mim, esse vento.
Poderia dizer também
Comigo; é tempo de viver...
Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário