Total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

A Centelha




Projeto : APOGEU POÉTICO - CLÁSSICO
Tema : Sonho
Patrono: Manuel Maria Barbosa du Bocage
Académica: Maria João Brito de Sousa
Cadeira: 06


SONHO - (A centelha)

Hoje devo-te um sonho; o sonho imenso
Que me acrescenta em vida e me alimenta,
Que se acende na luta e tudo enfrenta
Imune às opressões de um mundo tenso,

Que vem do Coração, mas tem consenso
Da Razão que o convida e lhe acrescenta
Razões pr`a crer no fogo em que se inventa
Desde cinza apagada, a lume intenso...

Se, insólito, o vaivém for perdurando,
Até não sei aonde e nem sei quando
Perduro em cada chama a que me prenda

E mesmo quando o fogo for tão brando
Que amaine e quase fuja ao meu comando,
Sempre há-de haver centelha em que me acenda...

Maria João Brito de Sousa - 16.10.2015 - 14.37h

Nenhum comentário:

Postar um comentário