Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de março de 2017




Apogeu Poético Festivo
Aniversario da AVL

Patrono: Augusto dos Anjos
Acadêmico: Antonio Montes
Cadeira: 16


LOROTA

Voote menino, o que, que é isso,
p'ra onde tu vai assim abestado!
Com esse aperriamento todo...
Oxente destraido, não me escutou!
... Cabra da peste, venha cá?!

_ Não posso, não senhô...
To agoniado, indo pra roça
arrancar um pé de macaxeira
para fazer, tapioca e pé de moleque
e outras resenhas.

_ Deixe de lorota, indiota
Infeliz da costela oca...
E para de zunir pedra na água
deixe de aperreio e me traga
A cuia cheia de fava.

Vá num pé, e volte n'outro
você é um abiúdo novo
deixe de abusar, vá as carreira
passe acolá, n'aquele pé de bananeira
e traga também, minha algibeira.

_ Ôxe painho, assim...
alvoroçado mais que o vento
Nem com São Bento, não agüento
hoje, eu não estou arretado
não posso voar nesse estado.

_ Eu já estou com a molesta
deixe d'essa fuleragem toda
calce as alpercata e arroche logo...
Seu bregueço, cheio de miguê
avia! Abusado presepeiro.



Antonio Montes 04/03/17






TRÊS POTE

Saracura, cantou na beira do rio
... Três, potes, três potes
Três potes p'ro rio do norte
... Fazia frio,
no dia de estio...
Saracura desagasalhada,
não tinha sorte.

Antonio Montes 04/03/17


Nenhum comentário:

Postar um comentário