Homenagens e Cartões

Total de visualizações de página

domingo, 16 de outubro de 2016

MEU PATRONO VISTO POR MIM – EDI ALMEIDA

Patrono : Manuel Bandeira
Acadêmica : Edi Almeida
Cadeira : 11
Meu Patrono Visto Por Mim

Desvendo-te

Num monólogo extenso
inaudível como se fosse
por empatia
telepatia
nos falamos
Desvendando-te eu soube
até senti os teus conflitos
teus aflitos sentimentos
chorei e sorri com eles
nos tornamos parceiros
silentes conquanto eu
me embebia das tuas
variadas nuances
me encantava lendo-te
desvendando-te 
eu ia me ilustrando
com a tua vida
tua tão extensa obra
repleta de inusitadas histórias
além das minhas memórias
pelo menos desta vida
me ensinaste que a poesia
pode ser simples
oriunda dos temas comuns
que tenham relevância
Que encontramos rimas
e prosas
nos pequenos e nobres gestos
na humildade( Teu Dom Nato)
Desvendo-te ainda na tua
paixão pela vida e pelo teu entendimento 
que a morte é inerente
Nas desolações da sua infância
na doença que o assombrava
mas nem assim a descrevia
como drama ou tragédia
Romântico que se remodelou
com o "Existencialismo"
Desvendou-se Manuel Bandeira
como " O Poeta do Povo"
Reverencio-me ante a tua
majestosa presença
Meu Patrono

Edi Almeida
direitos preservados


Nenhum comentário:

Postar um comentário