Total de visualizações de página

domingo, 16 de outubro de 2016

MEU PATRONO VISTO POR MIM – ELIAS TORRES

Patrono: Graciliano Ramos
Acadêmico: Elias Torres
Cadeira: 13
Meu Patrono Visto Por Mim.

Meu patrono, Graciliano Ramos foi um escritor brasileiro. O romance "Vidas Secas" foi sua obra de maior destaque. É considerado o melhor ficcionista do modernismo e o prosador mais importante da segunda fase do Modernismo. Suas obras embora tratem de problemas sociais do Nordeste brasileiro, apresentam uma visão crítica das relações humanas, que as tornam de interesse universal. Seus livros foram traduzidos para vários países. Seus trabalhos "Vidas Secas", "São Bernardo" e "Memórias do Cárcere", foram levados para o cinema. Recebeu o Prêmio da Fundação William Faulkner, dos Estados Unidos, pela obra "Vidas Secas".

Graciliano Ramosnasceu na cidade de Quebrângulo, Alagoas, no dia 27 de outubro de 1892. Era o primogênito de quinze filhos, de uma família de classe média do sertão nordestino. Passou parte de sua infância na cidade de Buíque, em Pernambuco, e parte em Viçosa, Alagoas. Fez seus estudos secundários em Maceió. Não cursou nenhuma faculdade.

Era uma pessoa de uma personalidade forte, não era covarde, falava claramente às claras e não se curvava as autoridades. Foi preso pela ditadura de Getúlio Vargas sob acusação (não formalizada) de ter conspirado no mal sucedido levante comunista de novembro de 1935. Sofreu muito, devido a muitas mudanças de prisões ficou doente. E veio a falecer no dia 20 de março de 1953 vitima de câncer no pulmão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário